20/03/2020 16h33

INFORME EPIDEMIOLÓGICO 01/2020 – COVID-2019

Covid 19



COE-AJURICABA/RS EM 19/03/2020

INTRODUÇÃO

Diante da Emergência em Saúde Pública declarada pela Organização Mundial da Saúde na data de 30 de janeiro do ano corrente, por doença respiratória causada pelo agente novo Coronavírus (COVID-19), conforme casos detectados na China e considerando-se as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS), a 17ª Coordenadoria Regional de Saúde – Secretaria de Saúde do Município de Ajuricaba definiu a ativação do Centro de Operações de Emergências para COVID-19 (COE-AJURICABA).

 Em 30/01/2020, a OMS modifica a categoria de risco de transmissão do COVID-19 para Emergência de Saúde Pública de Importância Internacional (ESPII). É declarada como pandemia em 11/03/2020.

SITUAÇÃO MUNDIAL

 

  A OMS divulgou, no dia 18/03/2020, 191.127 casos confirmados no mundo, dos quais 7.807 evoluíram para óbito. Em países do pacífico ocidental (incluindo China), foram confirmados 91.845 casos, dos quais 3.357 evoluíram para óbito. Na Europa, foram confirmados 74.760 casos, dos quais 3.352 evoluíram para óbito.

SITUAÇÃO NO BRASIL

No início do mês de fevereiro, mesmo sem nenhum caso confirmado do COVID-19 no Brasil, o Ministério da Saúde (MS) elevou o nível da resposta brasileira para Emergência de Saúde Pública de Importância Nacional (ESPIN), por meio da Portaria nº 188, publicada no Diário Oficial da União em 03/02/2020. Na mesma data foi publicado o Projeto de Lei nº 23, que dispõe sobre as medidas de enfrentamento da ESPII decorrente do coronavírus e estabelece medidas de isolamento, quarentena, direitos às pessoas afetadas, entre outros.

No dia 26/02, foi confirmado o primeiro caso de COVID-19 no Brasil, em residente de São Paulo que havia retornado da Itália. No dia 19/03, o MS atualizou a situação dos casos de COVID-19 no Brasil: 621 confirmados, sendo 6 óbitos entre eles. Os casos confirmados foram identificados no Rio Grande do Sul (descrição abaixo) e nos estados do Acre (3 casos), Amapá (3), Pará (1), Tocantins (1), Alagoas (4), Bahia (30), Ceará (20), Paraíba (1), Pernambuco (28), Rio Grande do Norte (1), Sergipe (6), Espírito Santo (11), Minas Gerais (29), Rio de Janeiro (65 casos e 2 óbitos), São Paulo (286 casos e 4 óbitos), Distrito Federal (42), Goiás (12), Mato Grosso do Sul (7), Paraná (23) e Santa Catarina (20).

 

SITUAÇÃO DO RIO GRANDE DO SUL (RS)

  No Rio Grande do Sul, até 19/03, foram notificados 1214 casos. Na Figura 1, são apresentadas as notificações por data de notificação. Após a confirmação do primeiro caso no RS (10/03), observa-se um aumento considerável no número de notificações. Entre os notificados, 31 foram confirmados, 370 descartados e 208 suspeitos seguem em investigação para COVID-19 (Tabela 1). Todos os casos descartados foram negativos para o SARS-CoV-2. Estão em análise para classificação 605 notificações. Desde o dia 09/03, os dados dos casos excluídos não são mais apresentados.

Classificação do caso

Município Residência  Confirmado Descartado Suspeito Total

Alto Feliz

1

1

Alvorada

1

1

2

Anta Gorda

1

1

Arroio Grande

3

3

Augusto Pestana

1

1

Bagé

2

2

Bento Gonçalves

6

1

7

Caçapava do Sul

1

1

Cachoeira do Sul

5

1

6

Cachoeirinha

6

2

8

Caibaté

1

1

Camaquã

1

1

Campo Bom

2

4

3

9

Candiota

1

1

Canela

5

1

6

Canoas

29

12

41

Capão da Canoa

2

1

3

Capão do Leão

2

2

Capela de Santana

1

1

Carazinho

1

1

Carlos Barbosa

2

2

Caxias do Sul

2

21

12

35

Charqueadas

2

2

4

Cidreira

3

3

Cruz Alta

2

3

5

Dois Irmãos

4

3

7

Dom Pedrito

1

1

Erechim

1

1

1

3

Estância Velha

3

3

Esteio

2

2

4

Farroupilha

1

5

3

9

Faxinal do Soturno

1

1

Flores da Cunha

1

1

Gramado

1

2

3

Gravataí

9

5

14

Guaíba

2

5

7

Guaporé

2

1

3

Horizontina

1

1

Ijuí

2

2

Ipê

1

1

 

Classificação do caso

Município Residência  Confirmado Descartado Suspeito Total

Ivoti

3

3

Jaboticaba

1

1

Jaraguá do Sul

1

1

Lajeado

4

2

6

Monte Belo do Sul

1

1

Montenegro

2

1

3

Morro Reuter

1

1

Nonoai

1

1

Nova Hartz

2

2

4

Novo Hamburgo

7

12

19

Palmares do Sul

1

1

Palmeira das Missões

1

1

2

Panambi

1

1

Parobé

2

2

Passo Fundo

4

3

7

Paulo Bento

1

1

Pejuçara

1

1

Pelotas

1

8

9

Portão

2

2

Porto Alegre

20

166

39

225

Rio Grande

1

1

2

Salvador do Sul

1

1

Sananduva

1

1

Santa Cruz do Sul

4

1

5

Santa Maria

7

7

Santa Rosa

1

1

2

Santiago

2

2

Santo Ângelo

1

1

Santo Antônio da Patrulha

1

1

São Francisco de Paula

1

1

São Gabriel

1

1

São Jerônimo

1

1

São Leopoldo

3

8

11

São Luiz Gonzaga

1

1

Sapucaia do Sul

2

1

3

Sarandi

1

1

Serafina Corrêa

1

1

Taquara

1

1

Teutônia

1

1

Tio Hugo

1

1

Torres

1

1

Tramandaí

3

5

8

Três Cachoeiras

1

1

Classificação do caso

Município Residência

Confirmado Descartado Suspeito Total

Três Coroas

1

1

Três de Maio

1

1

Três Passos

1

1

Uruguaiana

1

1

Vacaria

2

2

4

Venâncio Aires

1

1

2

Veranópolis

1

1

Viamão

2

2

Vila Flores

1

1

Xangri-lá

2

2

Outros Países

22

18

40

Total

  31  370  208  609

Fonte: Informe Epidemiológico do dia 19/03/2020.

Entre os casos confirmados, suspeitos e descartados, 56% são do sexo feminino e 44% do sexo masculino.A faixa etária com maior número de casos é a dos 20 aos 49 anos, com 380 casos (62%) (Tabela 2).

Tabela 2. Casos confirmados, descartados e suspeitos para COVID-19, segundo faixa etária, RS, 2020*

Classificação do caso

Faixa Etária Confirmado Descartado Suspeito

Total

  n  %

< 1

0

5

1

6

1

1 - 4

0

8

7

15

2

5 - 9

0

10

0

10

2

10 - 14

0

10

5

15

2

15 - 19

3

12

8

23

4

20 - 29

3

76

50

129

21

30 - 39

6

97

52

155

25

40 - 49

3

56

37

96

16

50 - 59

8

49

26

83

14

60 - 69

6

32

16

54

9

70 - 79

2

13

6

21

3

80 e mais

0

2

0

2

0

Total  31  370  208

  609  100

Fonte: Informe Epidemiológico do dia 19/03/2020.

Entre os casos suspeitos e descartados, os sintomas predominantes foram febre (85%), seguido de tosse (81%) e dor de garganta (61%) (Tabela 3). Os sintomas respiratórios são os mais referidos.

Tabela 3. Casos confirmados, descartados e suspeitos para COVID-19, segundo sinais e sintomas, RS, 2020* (N=609)

Classificação do caso

Total

Sintoma

Confirmado Descartado Suspeito

n

%

Febre

23

310

181

514

85

Tosse

19

306

164

489

81

Dor de Garganta

11

227

129

367

61

Coriza

11

223

122

356

59

Cefaleia

12

149

87

248

41

Adinamia

6

93

34

133

22

Dificuldade de respirar

5

68

55

128

21

Mialgia/Atralgia

6

47

49

102

17

Congestão nasal

3

45

39

87

14

Diarreia

2

49

34

85

14

Náusea/Vomitos

2

32

23

57

9

Calafrios

1

30

24

55

9

Produção de escarro

0

16

16

32

5

Dispneia/Taquipneia

2

15

13

30

5

Exsudato faríngeo

0

18

6

24

4

Dificuldade para deglutir

0

8

6

14

2

Alteração de ausculta pulmonar

0

5

3

8

1

Conjuntivite

0

7

1

8

1

Alteração na radiologia de torax

0

4

3

7

1

Congestão conjuntival

0

3

4

7

1

Irritabilidade/Confusão

0

3

3

6

1

Gânglios linfáticos aumentados

0

3

2

5

1

Batimento das asas nasais

0

0

0

0

0

Coma

0

0

0

0

0

Convulsão

0

0

0

0

0

Manchas vermelhas pelo corpo

0

0

0

0

0

Fonte: Informe Epidemiológico do dia 19/03/2020.

SITUAÇÃO MUNICÍPIO DE AJURICABA

  As equipes de saúde do município, juntamente com o COE-Ajuricaba estão fortemente engajados em coibir a transmissão e a propagação do vírus na comunidade. Várias ações foram e estão sendo realizadas, como elaboração de um plano de contingencia, decretos a nível municipal, barreiras de orientação sanitária e reorganização do fluxo de atendimento a nível de unidade de saúde.

  A Secretaria de Saúde de Ajuricaba e a Vigilância Epidemiológica não reportou nenhuma notificação de casos suspeitos por Covid-19 dentro do município. Entretanto, possuímos uma equipe sentinela que estará trabalhando especificamente para atendimento destes casos sintomáticos que caracterizem infecção por Coronavirus, sendo que os pacientes podem e devem entrar em contato telefônico prévio (55) 99666-1822.

  Os pacientes que procuram atendimento e estão com sintomas gripais e não se caracterizam em caso suspeito estão sendo orientados pelas equipes de saúde a ficarem em quarentena em casa durante 14 dias. O mesmo acontece com pessoas que estão retornando de viagens e excursões realizadas em locais que possuem casos suspeitos ou confirmados.

 

Atenciosamente,

COE-AJURICABA.



Enviar por e-mail Imprimir